Open Minify Up

You Love Me, You Love Me Not

2015

Ao conceber a imagem gráfica de You Love Me, You Love Me Not – exposição que trouxe ao Porto oitenta obras de uma das mais relevantes colecções de arte africana contemporânea, a Colecção Sindika Dokolo – confrontamo-nos com a seguinte equação: como expressar uma noção de africanidade (que atravessa toda a mostra, agregando inclusive as peças de artistas não africanos) e, ao mesmo tempo, escapar do lugar-comum que toma a arte africana como arte negra ou primitiva, reduzindo-a a meia dúzia de banalidades etnográficas? Por um lado, elegemos um elemento tradicional africano – um padrão de vestuário subtraído a uma fotografia de Seydou Keita – e privilegiámos o vermelho e o preto (cores genericamente associadas ao continente africano e, de um modo particular, à bandeira angolana). Por outro lado, todo o programa gráfico – da estratégia tipográfica à depuração geométrica – veicula a noção de contemporaneidade que define a colecção. A própria renúncia a uma solução de tipo figurativo considera o carácter iconoclasta de muitos dos objectos artísticos que a integram. A proposta apresentada tira ainda partido do título da exposição, insinuando, geometricamente, um jogo de mal-me-quer/bem-me-quer, que parece lembrar-nos da nossa crónica oscilação de sentimentos em relação a África.

META

CATEGORIES:
ExhibitionsPostersPrint

·
Copyright © Studio Dobra 2017